O seu sorriso é a nossa satisfação!

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

 

1. No âmbito da política de privacidade. A Ortopura compromete-se em respeitar a privacidade do paciente e processar os seus dados pessoais e clínicos de acordo com a legislação em vigor e o disposto no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho (www.ec.europa.eu). A presente Política de Privacidade da Ortopura visa proteger a privacidade de todos os seus pacientes, não havendo uso para outros fins que não os aqui especificados. Além disso, a Ortopura reserva-se no direito de atualizar ou modificar a sua Política de Privacidade a qualquer momento, nomeadamente, de forma a adaptá-la a alterações legislativas.

2. Que informações recolhemos acerca de si? Os dados pessoais recolhidos são necessários a abertura da ficha de paciente, tais como, o nome, a data de nascimento, a morada, o estado civil, os contactos telefónicos, o endereço de correio eletrónico, o número de identificação civil (BI, CC, etc.), número de identificação fiscal (NIF) e número de identificação da segurança social (NISS). Relativamente aos dados pessoais especiais, recolhemos apenas as informações necessárias ao diagnóstico médico, à prestação de cuidados ou tratamentos de saúde. Ao disponibilizar os seus dados pessoais, está a autorizar a recolha, uso e divulgação dos mesmos de acordo com as regras aqui definidas.

3. De que forma estes dados são recolhidos? Os dados são fornecidas livremente pelo paciente através dos seguintes meios: (a) do website (www.ortopura.pt) quando preenche o formulário para solicitar informações, marcar consultas online ou enviar currículo (b) do Facebook, do SMS ou do Whatsup quando nos envia mensagens escritas, (c) quando nos escreve correios eletrónicos, (d) quando nos telefona a solicitar informações sobre a atividade da clínica ou (d) presencialmente, quando se dirige à clínica e fornece à rececionista os seus dados pessoais ou quando preenche a ficha de paciente para realizar a primeira consulta.

4. A Ortopura utiliza cookies no seu website? A Ortopura utiliza cookies no seu website para melhorar o seu funcionamento, aumentar a rapidez e eficiência de respostas, aceder a detalhes da nossa página web e realizar análises estatísticas de forma anónima. Os cookies são peças de informação que são normalmente utilizadas por muitos sites para melhorar a experiência de navegação do utilizador. O cookie, por si só, não identifica pessoalmente nenhum utilizador / visitante.

5. Para que fins são recolhidos os dados pessoais e clínicos do paciente? Os dados pessoais destinam-se à criação da ficha do paciente onde são registados todos os dados pessoais e clínicos, o seu historial clínico e de faturação bem como poderão ser usados para análises estatísticas e envio de informações de ações de Marketing. A ortopura utilizará os dados recolhidos para enviar e obter as seguintes informações: (a) envio de informações sobre a atividade da clínica, (b) registo de marcações/remarcações/desmarcações de consulta de diagnóstico, de tratamento e de revisão, (c) atualização dos dados pessoais e clínicos, (d) emissão de planos de tratamentos/orçamentos, (e) emissão de documentos fiscais, (f) emissão de declarações de presença e outros, (g) emissão de receitas eletrónicas/manuais e prescrição médica, (h) registo de dados clínicos para efeitos de diagnóstico médico, prestação de cuidados ou tratamentos de saúde e (i) análises estatísticas sem identificar o paciente, (j) envio de cartas de cobranças ou envio de fatura/recibo, (k) envio de informações ao advogado para preparar contrato de prestação de serviços de medicina dentária ou cobrança judicial ou (l) envio de informações sobre as campanhas de Marketing.

6. A Ortopura utiliza os dados pessoais recolhidos para Marketing Direto? A Ortopura não vende, não comercializa e nem partilha sua informação para campanhas de Marketing com outras empresas. Ainda, a Ortopura não utilizará os seus dados pessoais para lhe enviar qualquer correio eletrónico, mensagens escritas ou contactá-lo, a não ser que tenha recebido o seu consentimento explícito para receber informações sobre as campanhas de Marketing Direto.

7. Quem tem acesso aos dados pessoais do paciente? Para assegurar o armazenamento dos dados informaticamente, a Ortopura utiliza os serviços da empresa Tactis que é a responsável pela manutenção do sistema informático “Novigest”. O acesso ao Novigest é condicionado sempre pelo acesso através de introdução de username e de password. A Ortopura restringe o acesso aos dados registados através da definição de perfis de acesso com o objetivo de evitar que pessoas não autorizadas acedam aos dados pessoais dos pacientes. Além disso, a Ortopura como responsável por assegurar a proteção dos dados, não poderá divulgar a terceiros quaisquer dados pessoais e clínicos dos seus pacientes, exceptuando, à empresa Tactis responsável pela manutenção do sistema informático Novigest. Os dados recolhidos são tratados como privados em conformidade com o no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) e não poderão ser divulgados sem o seu prévio consentimento, exceto, quando tal for exigido por Lei por órgãos, tais como, o judiciário ou finanças. Também, os dados poderão ser enviados às agências de crédito e de prevenção de fraudes ou banco, mas sempre com o consentimento prévio do paciente e somente nas situações no que diz respeito à validação de eventuais empréstimos ou financiamentos de tratamentos por tais entidades

8. Onde são guardados os dados do paciente? Os dados são tratados informaticamente e guardados no servidor da Ortopura, onde estão protegidos e guardados em segurança de modo a respeitar as leis de privacidade aplicáveis. No entanto, deve estar ciente de que nenhum método de transmissão ou armazenamento eletrónico é 100% seguro, por isso na máxima extensão permitida pela Lei, não podemos ser responsáveis por quaisquer reclamações, perdas e danos relacionados com ataques informáticos, riscos ou qualquer outra infração ou circunstâncias em que as suas informações possam ser acedidas ou divulgadas sem a nossa autorização expressa.

9. Qual o prazo de conservação dos dados do paciente? Cabe-nos referir que os dados clínicos serão conservados em nossa base de dados pelo período de 10 anos após a sua última consulta ou por imposição legal quando se aplicar, já, os dados pessoais referentes às ações de Marketing podem ser cancelados a qualquer momento pelo paciente através dos meios de comunicação disponíveis pela Ortopura.

10. Que direitos têm os titulares sobre os seus dados? O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) visa reforçar os direitos dos titulares sobre os seus dados, permitindo-lhes ter conhecimento sobre: que dados seus estão a circular; quem os conhece e para que fins serão utilizados. O regulamento prevê os seguintes direitos:
• Direito à transparência: os titulares dos dados têm o direito de saber que tratamentos são efetuados sobre os seus dados.
• Direito à informação: os titulares têm o direito de solicitar ao responsável pelo tratamento dos dados, informações sobre o tipo de tratamento a que os seus dados estão a ser sujeitos.
• Direito de acesso: os titulares têm o direito de saber se os seus dados são ou não objeto de tratamento por parte de uma organização.
• Direito de retificação: direito de solicitar a retificação de dados incorretos e preenchimento de dados incompletos.
• Direito ao apagamento: os titulares dos dados têm o direito de solicitar o apagamento dos mesmos, o que deverá decorrer sem demora injustificada. Todavia, o direito ao apagamento tem de ser consultado com as obrigações jurídicas que o responsável pelo tratamento de dados deve assegurar relativamente às entidades oficiais, que nesse caso se sobrepõem. Por exemplo, o dever de manutenção de faturas emitidas.
• Direito à limitação do tratamento: o titular pode opor-se ao apagamento dos seus dados pessoais e solicitar a limitação do seu tratamento.
• Direito de oposição: O titular poderá opor-se à utilização dos seus dados para efeitos de comercialização direta.
• Direito à notificação: Os titulares dos dados devem ser notificados nos casos em que os seus dados pessoais estejam a ser recolhidos ou tratados.
• Direito à não sujeição a decisões automatizadas: O titular dos dados tem o direito de solicitar intervenção humana em processos habitualmente automáticos.
• Direito à portabilidade: O titular dos dados pode solicitar que os mesmos sejam transferidos para outra empresa/entidade (à semelhança do que acontece com as operadoras de telecomunicações). Pode querer transferir os seus dados clínicos, créditos ou outros. Nesses casos, deve ser comunicado por escrito o pedido à Ortopura.
Caso o titular dos dados deseje exercer quaisquer dos seus direitos, poderá em qualquer momento entrar em contacto com a Ortopura através dos meios de comunicação disponíveis no nosso website www.ortopura.pt

ORTOPURA - Clínica Dentária

Avenida José Elias Garcia, 75A 
2745-148 Queluz, Portugal

COMO CHEGAR

- Comboio Queluz/Belas;

- Autocarros Vimeca 101, 106, 149, 163

- GPS: 38.756343, -9.253681

HORÁRIO

Seg a Sex  - 10h-13h | 14h-20h

Sab - Dom - Fechado

CONTACTOS

Linha de Apoio: 214 361 819

Tlm: 969 909 916

Tlm: 910927068

© ORTOPURA 2018  desenvolvido por TRAUST multimedia